Clique aqui,
para ver imagens do evento

SOBRE O EVENTO //
Os produtores da Nova Zelândia vivem em um ambiente altamente competitivo,
estimulados pelo livre comércio e ausência de subsídios. Atualmente, o país enfrenta dois importantes desafios no setor de produção: tornar a atividade rural atrativa para os jovens e atender às exigências do Zero Carbon Act – lei neozelandesa que visa equilibrar as emissões de carbono até 2050, o que tem motivado mudanças, sobretudo, no setor da pecuária. Considerando esse cenário, o AgTech Breakfast se propõe a fomentar a troca de experiências entre produtores brasileiros e neozelandeses com foco nas tendências, tecnologias e ferramentas para melhor gestão de mudanças no agronegócio.
INSCREVA-SE //

Vagas limitadas

Preencha o formulário ou envie um e-mail para:
nadia.alcantara@nzte.govt.nz
Contato:
(11) 99155-4385





Area de atuação:
Pecuarista de Corte     Pecuarista de Leite     Indústria
Outros    





Como prefere ser contatado para confirmação:
E-mail     Telefone     Whatsapp

ENVIAR
PALESTRANTE //
Ben Allomes é considerado um dos jovens líderes do setor produtivo da Nova Zelândia, e tem como foco estimular o desenvolvimento de lideranças setoriais no agronegócio de seu país. Seu trabalho tem sido entender o impacto do processo de autoconhecimento no indivíduo e como isto pode levar a uma mudança de comportamento dos produtores rumo à adoção de práticas e estratégias vencedoras para seu negócio, e ao desenvolvimento das características de lideranças individuais. Allomes apresenta estratégias transformadoras do indivíduo e do setor como um todo a partir de práticas e tecnologias que aplica no dia a dia de sua fazenda, e também estórias de sucesso de fazendeiros ao redor do mundo com os quais tem contato, inclusive no Brasil onde esteve em 2014, e como essas pessoas se tornaram agentes de transformação de seus negócios e influenciadores em seus setores de atuação. Ben é diretor da Dairy NZ e atua como curador do Prêmio da Indústria Láctea na Nova Zelândia.
DEBATEDORES //


Engenheiro Agrônomo, Diretor presidente da Agrindus S/A, gestor da empresa há 32 anos. A produção de leite se dá hoje na Fazenda Santa Rita, em Descalvado, São Paulo, com uma produção diária de 60 mil litros de leite. Parte deste volume é processado e comercializado pela própria fazenda através da marca LETTI. Roberto também é Vice-presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Leite - Leite Brasil, Vice-presidente do Conselho Administrativo do Fundecitrus - Fundo de Defesa da Citricultura, Vice-presidente da Abraleite, e membro do Conselho Superior do Agronegócio - COSAG-FIESP.



Médico Veterinário, formado pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-graduado em Pecuária Leiteira, Maurício é gestor da Fazenda Santa Luzia, em Passos, Minas Gerais. A Fazenda Santa Luzia pertence ao grupo Cabo Verde, e foi pioneira na criação do Gado Girolando. Hoje, a fazenda tem uma produção diária de 35.000 litros de leite, e é uma das principais referências nacionais na genética do Gado Girolando.

moderação //
Claudio Antonio Pinheiro Machado

Professor Doutor da Faculdade de Economia Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP) na área de Administração Geral. Graduado em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz (ESALQ/USP), mestrado e doutorado em Administração pela Faculdade de Economia Administração e Contabilidade (FEA/USP). Professor visitante da Universidade de Wageningen (Holanda), 2008. Coordenador do PENSA/FIA.


LOCAL //

organização:
APOIO:
Top